Dentre as técnicas mais modernas da Estética Corporal, tratamentos baseados em impulsos elétricos e crioterapia, como a Criofrequência e a Radiofrequência, ganharam espaço nos últimos anos. Isso porque são técnicas que permitem a perda de peso e a melhora da aparência da pele de forma segura e sem a necessidade de intervenções cirúrgicas. Confira um pouco mais sobre cada uma delas:

Radiofrequência

Famosa por diminuir as medidas e a flacidez da pele, a técnica da Radiofrequência se baseia no aumento da temperatura tecidual, gerando determinadas reações fisiológicas. Ao entrar em contato com o aparelho, a pele (que deve sempre estar protegida com o gel apropriado) chega a uma temperatura de cerca de 40°C, promovendo a contração de fibras elásticas e a quebra das membranas das células de gordura.

Como resultado, a pele visivelmente começa a perder medidas e apresentar maior firmeza já nas primeiras sessões. No entanto, o tratamento é gradativo, e é importante deixar claro aos clientes que os maiores resultados geralmente não chegam antes da sétima sessão de Radiofrequência.

Esse período é encurtado quando a técnica é aplicada para a estética facial, diminuindo a aparência de linhas de expressão e estimulando a produção de colágeno. Nesse caso, o cliente já nota melhora nas rugas mais leves desde a primeira sessão, e marcas de expressão mais profundas deixam de ficar aparentes a partir da quinta.

Portanto, seja na estética corporal ou facial, o fato é que a Radiofrequência é bastante indicada para estimular a firmeza e melhorar a aparência da pele, assim como estimular a perda de medidas. Além disso, a técnica também é famosa por melhorar a circulação das áreas mais afetadas.

Criofrequência

Em relação à Criofrequência, a diminuição de medidas ocorre pela combinação da Radiofrequência com a criogenia, onde as baixas temperaturas são as responsáveis pelos efeitos estéticos. A técnica é parecida com a Radiofrequência, mas agora, o objetivo é também contrair as fibras por meio do congelamento, promovendo um efeito de lifting imediato na pele.

Na estética corporal, o aparelho de Criofrequência possui uma terminação ultra congeladora, que ao tocar a epiderme, causa a contração das fibras de colágeno a menos 10 graus, e consequentemente mais firmeza na camada. Esse procedimento é atrelado à ação da Radiofrequência, que atua em camadas mais profundas, quebrando células gordurosas e também atuando na contração das fibras.

Juntas, as duas técnicas, por conta da diferença de temperatura, também provocam choques que aceleram o metabolismo local e garantem a eficácia do procedimento. Este já apresenta resultados visíveis na primeira sessão, no entanto, o tratamento completo leva cerca de quatro a seis sessões para um efeito completo, sendo estas aconselhadas a serem feitas com intervalos de 28 dias.

Gostou do conteúdo? A Codax Médica trará no dia 29/06 um curso exclusivo de Técnicas de Criofrequência, Crioterapia e Radiofrequência. Não perca essa chance de se especializar e faça já sua inscrição! Mais informações você encontra aqui.

Corra pois estamos com preço PROMOCIONAL, mas é por tempo limitado!